Você está aqui

Massoterapeuta será indiciado por vazar foto de Arlindo Cruz

Homem teria cometido crime de difamação

A Polícia Civil do Rio de Janeiro concluiu investigações e considerou que o masoterapeuta Ivan Gaspar de Albuquerque, de 50 anos, é o responsável pela divulgação de imagens nas quais o cantor Arlindo Cruz aparece durante sua internação. Ivan deverá ser indiciado pelo crime de difamação, já que expôs alguém a situação vexatória. Se condenado, o homem poderá pegar de três meses a um ano de detenção.

O sambista Arlindo Cruz segue internado desde o dia 17 de março na Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro, após ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico. Na imagem que viralizou, o cantor aparece desacordado, utilizando fralda.

Após o vazamento das imagens, a família do sambista prestou queixa e imagens das câmeras de segurança levaram ao massoterapeuta, que confessou ter tirado selfie com o cantor. Porém, ele afirmou ter enviado a um amigo da mãe por engano e o culpa pela divulgação da imagem. À polícia, o vizinho confirmou ter recebido imagem do massoterapeuta com Arlindo deitado e com a genitália à mostra em uma fralda, mas que ficou constrangido com a imagem e a deletou.

Com isso, a polícia concluiu que foi o próprio massoterapeuta o responsável pela divulgação da imagem, na qual seu rosto aparece editado. Com o fim das investigações, o indiciamento será encaminhado para o Ministério Público que, se oferecer denúncia, fará com que o massoterapeuta responde por crime de difamação.

Tópicos