Você está aqui

UEMS e Midiamax celebram convênio para popularizar conteúdo científico

Jornal vai disponibilizar conteúdo produzido por projeto da universidade

  • (Fotos: Deyvid Guimarães)
  • (Fotos: Deyvid Guimarães)
  • (Fotos: Deyvid Guimarães)
  • (Fotos: Deyvid Guimarães)

O Jornal Midiamax e a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) firmaram nesta quarta-feira (3) parceria que promete ser um novo paradigma em prol da popularização de conteúdo científico produzido pelas universidades de Mato Grosso do Sul. A proposta é que o projeto 'Mídia e Ciência', mantido pela UEMS, encontre nas páginas do Jornal Midiamax uma vitrine para a divulgação do conhecimento produzidas pela universidade, de forma que o conteúdo acadêmico tenha maior alcance entre os leitores sul-mato-grossenses.

Com uma equipe de 8 profissionais de comunicação, o projeto 'Mídia e Ciência' (CLIQUE AQUI para conferir o hotsite) atua desde 2014 pela divulgação de pesquisas acadêmicas desenvolvidas pela UEMS e por outras universidades do Estado, com financiamento da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul). "Temos no jornalismo científico o instrumento para colocar este contento à disposição das pessoas. Então, as pesquisas acadêmicas, dissertações, teses e demais conteúdos acadêmicos são traduzidas em reportagens, que apresentam ao público o conhecimento que é produzido pela universidade", explica o jornalista André Mazini, coordenador do núcleo.

Com a nova parceria, na prática, as matérias especiais produzidas pelo núcleo serão espelhadas pelo Jornal Midiamax, em função do grande alcance conquistado pelo jornal entre leitores de Mato Grosso do Sul.

Melhor para o leitor

Jornalismo científico da UEMS será disponibilizado no Midiamax (Reprodução)Para o sócio-diretor do Jornal Midiamax, Carlos Eduardo Belineti Naegele, a parceria com a UEMS vai garantir um maior alcance do conteúdo de jornalismo científico produzido pela universidade e também proporcionará aos leitores do jornal mais informações qualificadas acerca do contento acadêmico produzido no Estado. "O leitor do jornalismo on-line busca consumo imediato das notícias e isso muitas vezes conflita com a produção de notícias de qualidade. Esta parceria nos traz muita satisfação, porque reforça nosso compromisso de informar bem nosso leitor, além de ser uma parceria que nos proporcionará muito aprendizado, novas pautas, nas quais o bom jornalismo e o leitor sairá ganhando", considera.

O diretor científico da Fundect, professor Marcio Araújo Pereira, também vê com bons olhos a iniciativa. "O Jornal Midiamax se antecipa a esta revolução tecnológica digital e com esta parceria, dará visibilidade para o conteúdo científico que é produzido na universidade, traduzido em informação acessível ao leitor. Nós notamos que temos pouca oportunidade de apresentar ao público, de maneira efetiva, o resultado das nossas pesquisas. Então, com esta parceria, temos uma forma de despertar o gosto pela curiosidade entre leitores do jornal", aponta.

O reitor da UEMS, professor Fábio Edir dos Santos Costa, considera que a parceria entre a UEMS e o Jornal Midiamax será um novo paradigma na divulgação científica em Mato Grosso do Sul. "É um momento histórico para nós, porque estamos diantes de uma nova forma de fazer ciência e de fazer jornalismo. O nosso desafio é fazer com que a pesquisa deixe de ser uma produção de prateleira e passe a circular, efetivamente. E nesta parceria com o Jornal Midiamax, que tem know-how e credibilidade, vamos somar nossas atividades e nossas ações para que a população saiba da importância desse conhecimento", conclui.

Tópicos