Você está aqui

Tarifa de serviços dos Correios deve ter reajuste pela 2ª vez no ano

Serviços devem sofrer dois reajustes simultaneamente

Pela segunda vez este ano, o custo das tarifas cobradas pelos serviços dos Correios deve aumentar. A decisão que autoriza o aumento foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (18), pelo Ministério da Fazenda.

O reajuste deve ocorrer “sob forma de recomposição” das tarifas dos serviços postais, em duas parcelas: a primeira será de 6,12%, por prazo indeterminado, e a segunda deverá vigorar durante um período de cinco anos e quatro meses, com taxa de 4,09%.

Para que as tarifas sejam revisadas, entretanto, a decisão deve ter aval do Ministério das Comunicações. Segundo cálculos da IstoÉ, caso o aumento seja aprovado, o envio de uma carta comercial de até 20 gramas, que hoje custa R$ 1,23, passaria a custar R$ 1,83.

O último reajuste no valor dos serviços dos Correios foi realizado em abril, quando o Ministério da Fazenda autorizou o aumento de 7,4% sobre os preços praticados nos serviços postais brasileiros. As tarifas tem como base de cálculo o Índice de Serviços Postais.

Tópicos