Você está aqui

Brasil ultrapassa 20 mil conexões de geração distribuída, com predomínio da fotovoltaica

Em Mato Grosso do Sul são 418

A geração de energia distribuída, que é aquela gerada pelo próprio consumidor, atingiu o número de 20.992 conexões no Brasil, de acordo com dados da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Classificadas como micro e minigeração, as usinas somam capacidade de 248,2 MW e alimentam 30.208 unidades consumidoras. Em Mato Grosso do Sul, são 418 conexões.

Consumidores residenciais ainda são os responsáveis pela maior parte das conexões, representando 58,71% do total, seguidos da classe comercial, com 35,25 das instalações. No Estado, a participação do consumo residencial é ainda maior, com 80,6% das ligações; o comércio tem 13,4%.

A energia solar fotovoltaica é utilizada por 99,2% das conexões, sendo 20.827 do total. O restante utiliza termelétricas a biomassa ou biogás, pequenas centrais hidrelétricas e usinas eólicas.  Em Mato Grosso do Sul, entre as 418 usinas geradoras, apenas 1 é uma pequena central hidrelétrica instalada em consumidor rural.

Entre os estados com maior número de ligações, Minas Gerais permanece na primeira colocação(4.484), seguido de São Paulo (4.038) e Rio Grande do Sul (2.497). Mato Grosso do Sul ocupa a 11ª posição do ranking, logo depois de Goiás.

Geração distribuída

De acordo com a Aneel, a geração de energia pelos próprios consumidores tornou-se possível a partir da Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012, que estabelece as condições gerais para o acesso de micro e minigeração aos sistemas de distribuição de energia elétrica. O documento também cria o sistema de compensação de energia elétrica, que permite ao consumidor instalar pequenos geradores em sua unidade consumidora e trocar energia com a distribuidora local.

A resolução autoriza o uso de qualquer fonte renovável, além da cogeração qualificada, denominando-se microgeração distribuída a central geradora com potência instalada de até 75 quilowatts (kW) e minigeração distribuída - aquela com potência acima de 75 kW e menor ou igual a 5 MW, conectadas à rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras.

Tópicos