Você está aqui

De turismo popular ao de luxo, Bonito comemora movimento na Páscoa

Bonito foi eleito o melhor destino de ecoturismo do Brasil

 É só chegar algum período de feriado que Bonito – distante a 297,8 quilômetros de Campo Grande – ferve. A cidade que tem cerca de 20 mil habitantes lota e os cerca de 100 hotéis e pousadas que a cidade possui ficam todos cheios. Dos mais baratos aos maias caros não é fácil encontrar uma vaga neste período do ano se o turista não se planejar.

Responsável pelo setor de reservas do Wetiga – Hotel de Natureza, Rafael Moraes da Costa, 33 anos, conta que há três semanas os 64 apartamentos do hotel já estavam reservados. E a diária custa em média R$ 500 para o casal. “Todos os períodos de feriado é de 100% de ocupação”, diz.

O hotel trabalha com apartamentos tipo luxo e oferece ar, frigobar, TV com assinatura de 32 polegadas e sacada voltada para a piscina. Mas é a natureza que encanta os turistas.

Atendente na Pousada Carandá Ville, Saulo Henrique Xavier Carneiros, de 24 anos, conta que os turistas chegam para conhecer a beleza de Bonito e passear nos diversos pacotes que a cidade oferece. “Bonito não tem vida noturna, quem vem para cá quer curtir a natureza, conhecer as belezas da cidade”, diz.

A pousada que ele trabalha estava com lotação máxima um mês de antes do feriado. “As pousadas mais em conta, como a nossa, fecha rápido as reservas. Há um mês já tínhamos vendidos tudo”, diz.

Bonito foi eleito o melhor destino de ecoturismo do Brasil. O Prêmio “O Melhor de Viagem e Ecoturismo- 2015/2016”, dado pela Revista Viagem e Turismo, em parceria com o Guia Quatro Rodas, da Editora Abril, foi concedido a cidade em outubro do ano passado.

O evento premia os destaques anuais entre atrações turísticas e empresas relacionadas ao segmento, tanto nacionais como internacionais.

 

Tópicos