Você está aqui

Plano Municipal de Turismo quer tornar Capital destino turístico até 2027

O plano visa o desenvolvimento do turismo

Com o objetivo de tornar a Capital um ponto turístico até 2027, o Plano Municipal de Turismo será lançado nesta quinta-feira (31), às 9 horas, no auditório do Sebrae. O projeto foi consolidado após 6 meses de trabalho com contribuições da população.

O plano foi desenvolvido para que nos próximos 10 anos a Capital seja reconhecida como um destino turístico de referência para eventos e negócios, oferecendo experiências marcantes ao visitante e evidenciando o bem receber, a cultura e a natureza.

“Construímos este plano não para que ele fique dentro de gavetas, mas que ele seja, de fato, colocado em prática. Vivemos em um período de crise e precisamos de ações eficientes para serem realizadas, olhar para nossa cidade e buscar o que pode ser feito sem perder nossa visão de futuro”, ressaltou a secretária municipal de Cultura e Turismo Nilde Brun.

Segundo a superintendência de Turismo da Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) a Capital tem vocação turística nos âmbitos dos negócios e eventos. O plano ainda visa o desenvolvimento do turismo cultural, gastronômico, rural e ecológico.

A metodologia utilizada para desenvolver o plano foi a Jornada do Turista, formada por cinco fases: Planejamento e reservas-Viagem ao Destino - A Chegada - No Destino e Partida.

Cada um destes passos foi estruturado e apresenta objetivos e indicadores de alcance. O método citado já foi utilizado na construção de planos de turismo de Melbourn, cidade conhecida como capital cultural da Austrália.

Até 2027, o plano passará por atualizações a cada ano. Os resultados em cada revisão serão considerados para criar novas metas e alcançar o estipulado pelo documento.

“Estamos otimistas com essa parceria público-privada que foi construída em volta do Turismo. Enxergamos o futuro do setor com mais conforto, pois a tendência é que haja mais assertividade nas ações diante das ações propostas em um Plano Municipal de Turismo”, resume o presidente do Comtur (Conselho Municipal de Turismo) e da ABIH-MS (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), Marcelo Mesquita.

O projeto foi desenvolvido pela Sectur, Sebrae-MS e Comtur. Além da contribuição econômica da Capital, o Turismo estruturado conforme previsto no documento gerará impacto significativo para as micro e pequenas empresas.

“Atendemos um pedido de apoio para a construção do plano. E estabelecer as ações foi um ponto fundamental que nos dirá muito sobre o futuro que iremos trilhar. O Turismo mexe com muitos segmentos e por isto vai contribuir muito com o desenvolvimento dos pequenos negócios, que vai ao encontro do grande objetivo do Sebrae”, conclui a gestora de Turismo da entidade Isabella Carvalho Fernandes.

Tópicos