Você está aqui

Paciente de 86 anos está há três dias à espera de vaga em hospital

Idosa está no CRS Coophavila II

​Sem vaga nos hospitais da rede pública de Saúde de Campo Grande, a paciente Odete Mansour Urbieta, de 86 anos, está há três dias internada no CRS (Centro Regional de Saúde) Coophavila II. Segundo familiares, a paciente  é renal crônica, sofre de demência e  Alzheimer.

Filho de Odete, Silton Mansour Urbieta, de 45 anos, diz que ela foi encaminhada para o CRS no último domingo (10), depois de sofrer queda de glicemia. Ele afirma que a mãe depende de aparelhos até para respirar e que o Centro Regional de Saúde não oferece estrutura adequada.

"Sei que estão fazendo o que podem no CRS, mas não tem estrutura suficiente. Estou preocupado porque a médica disse que não é o ambiente adequado e que ela precisa ir para um hospital. Ela já está há três dias aqui e até hoje não conseguiram vaga, ou sequer previsão. Vi outros pacientes sendo transferidos e minha mãe continua aqui", lamenta.

Assessoria de comunicação da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) admite que o estado de saúde da paciente inspira cuidados, porém, ela está estável, recebe medicação e os demais atendimentos necessários.

De acordo com as informações, a vaga foi solicitada e que aguarda leito em hospitais da rede conveniada: Santa Casa, Hospital Regional ou Hospital Universitário.

Conforme a Sesau, os três hospitais estão com capacidade máxima, o que segundo as informações, dificulta a rotatividade de leitos. 

Sobre a transferência de outros pacientes, a Sesau explica que trata-se de casos de urgência transferidos por meio do "Vaga Zero. 

Tópicos