Você está aqui

Assessor sofre acidente e fratura ao operar drone na Governadoria

Assessor caiu e teria fraturado a fíbula

Um assessor do deputado federal Geraldo Resende (PSDB) foi socorrido pelos Bombeiros após cair e possivelmente ter fraturado a fíbula. Eliel estaria operando um drone na manhã desta segunda-feira (07) para realizar imagens aéreas do evento de entrega de ônibus escolares quando se desequilibrou.

O assessor estaria com suspeita de fratura e os Bombeiros conseguiram leva-lo para a UPA das Moreninhas, após ter pedido de encaminhamento negado para a Santa Casa.

Geraldo Resende socorreu o assessor e pediu ajuda ao prefeito Edinaldo Bandeira (PSDB), de Amambai, também médico. “Ele estava fazendo imagens para o evento, é meu assessor de múltiplas atividades”, confirmou o deputado, que determinou que sua equipe acompanhe Eliel durante o atendimento.

Entrega

Nesta segunda-feira (7), 15 municípios sul-mato-grossenses serão beneficiados com a entrega de novos ônibus escolares, com capacidade de transporte de 59 crianças e já adaptados com plataforma elevatória para atender pessoas com deficiência.

Os veículos foram adquiridos por R$ 3,6 milhões, sendo R$ 3,1 milhões provenientes de emendas individuais do deputado federal Geraldo Resende (PSDB), o restante é fruto de contrapartida do Estado. 13 dos 15 ônibus serão entregues hoje, e o restante em até 30 dias.

Os ônibus vão atender alunos da zona rural dos municípios de Angélica, Antônio João, Amambai, Bodoquena, Caarapó, Caracol, Deodapolis, Eldorado, Itaquirai, Jatei, Nioaque, Mundo Novo, Coronel Sapucaia, Iguatemi e Taquarussu.

De acordo com Geraldo Resende, a seleção dos municípios seguiu critérios técnicos e políticos, isso porque levou-se em consideração a dificuldade de orçamento próprio da Prefeitura para aquisição do veículo, e o pedido já protocolado de prefeitos e secretários.

Para o prefeito de Amambai, Edinaldo Bandeira (PSDB), uma das 18 linhas, hoje terceiradas, volta a ser atendida pelo próprio município. Ao todo, são transportados em 32 ônibus cerca de 1,6 alunos da zona rural da cidade, sendo que três empresas privadas complementam o serviço.

Roberto Nen (PSDB), prefeito de Taquarussu, estima uma economia entre R$ 10 mil a R$ 15 mil mensais com manutenção da frota. O município atende 300 alunos com 10 linhas operadas pela própria Prefeitura, porém três delas estariam tendo problemas constantes de educação.

A secretária estadual de educação, Maria Cecília da Motta (PSDB), disse que os novos veículos asseguram qualidade e segurança aos alunos.

Tópicos