Você está aqui

Velório de ex-governador é marcado por honras e emoção de familiares

Sepultamento deve ocorrer na manhã de quarta-feira (14)

O ex-governador Wilson Barbosa Martins começou a ser velado às 15h30 desta terça-feira (13). O corpo do também primeiro presidente da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul) chegou ao Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo por volta das 15h desta terça-feira (13), carregado por policiais do Batalhão de Choque.

No velório, até o momento, há poucos familiares, além de Thais Martins, filha de Wilson. O caixão só deve ser aberto por volta das 18h. Ao menos quatro policiais do Choque devem fazer guarda ao lado do caixão.

Emocionada, ela agradeceu as condolências recebidas pelos familiares. “O Wilson se despede agradecendo a Mato Grosso do Sul e, em nome dele, eu digo: muito obrigada”, declarou Thais Martins.

Conforme Thais, a presença de familiares que moram no Rio de Janeiro, ainda é esperada para o sepultamento do ex-governador, com previsão para ser realizado entre 7h e 10h de quarta-feira (14), no cemitério Parque das Primaveras, no Jardim Parati.

“Sempre foi uma pessoa presente. Foi uma surpresa a morte porque apesar dos 100 anos ele estava bem, com saúde monitorada. Os médicos falaram que a morte está ligada a complicações cardíacas. Uma palavra o define: honradez”, disse o sobrinho e superintendente do Mapa, Celso Martins.

No local, há, ao menos, 20 coroas de flores, algumas enviadas pelo governador Reinaldo Azambuja, representado pela vice-governadora Rose Modesto, Defensoria Pública, TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Câmara dos Vereadores de Campo Grande, além de deputados federais e senadores.

“Estamos aqui para trazer nossa solidariedade e agradecimento a família do Dr. Wilson, como era carinhosamente chamado. Ele contribuiu muito para o Mato Grosso do Sul, agradecemos a Deus pelos 100 anos que proporcionou a ele”, declarou a vice-governadora.

O ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, é esperado para a cerimônia. Ele, que deve representar o presidente Michel Temer, chegará à Capital pela manhã para o sepultamento. Também estão no local, o coronel Adib Massad, fundador do DOF (Departamento de Operações da Fronteira) e o ex-deputado estadual e secretário de Fazenda do governo Wilson Martins, Ricardo Bacha.

(Foto: Aliny Mary Dias)

(Matéria editada às 16h12 para acréscimo de informações)

Tópicos