Você está aqui

Construtores organizam protesto contra falta de recursos para construção

Categoria diz que 'Minha Casa, Minha Vida' está parado

Construtores devem participar nesta quinta-feira (19) de uma passeata em protesto à falta de recursos para o setor da construção civil. A manifestação é organizada pela Acomasul (Associação dos Construtores de Mato Grosso do Sul).

Segundo as informações, o protesto ocorre em todo o país em conjunto a FENAPC (Federação Nacional dos Pequenos Construtores).

Os manifestantes devem seguir com betoneiras, caçambas e outros equipamentos utilizados no canteiro de obras em direção à Superintendência da Caixa Econômica Federal, que de acordo com o sindicato, responde por 70% de todos os financiamentos imobiliários.

“Os compradores  fizeram um sacrifício para juntar uma entrada para dar no imóvel, pagaram as avaliações, alguns até adquiriram produtos oferecidos pelo banco para agilizar a negociação. No entanto, agora, além de não emprestar, a CEF também não devolve o dinheiro já pago para que o comprador possa procurar outro banco”, explica Ezequiel Sousa, presidente da FENAPC. 

Conforme a categoria, o contingenciamento de recursos reflete no PIB da construção, que teve queda de 5,7% e aproximadamente 1 milhão de vagas formais fechadas no setor. 

O protesto terá início por volta das 8 horas na sede da Acomasul, de onde os manifestantes sairão em direção à superintendência da Caixa Econômica Federal.

Tópicos