Você está aqui

Citando ‘alarde’, prefeito diz que não vai retirar dogueiros do canteiro da Mato Grosso

Comerciantes foram notificados pela Semadur

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), disse que não vai remover os dogueiros que trabalham no canteiro da Avenida Mato Grosso. Explicou que a notificação emitida aos comerciantes foi para que haja higienização e preservação das árvores, já que existem agentes poluidores no local.

Ele citou o Ministério Público que tem exigido do Executivo cuidado com o meio ambiente. “Têm agentes poluidores, jogam latas e a notificação foi para ter cuidado com as árvores”, disse, ressaltando em seguida que as notícias veiculadas sobre o tema causaram alarde.

“Ninguém vai ser retirado”, completou. Em 2011, quando a cidade estava sob o comando de Nelsinho Trad (PTB), os comerciantes que atuavam no canteiro da Avenida Afonso Pena foram removidos para a antiga rodoviária, fato que causou bastante polêmica e causa debate até hoje.

O assunto foi desencadeado depois que o dogueiro Elcio Domingues, que está há 26 anos na Mato Grosso, contou que foi notificado pela Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) para se ausentar do local em que trabalha.

O órgão esclareceu que a remoção dos lancheiros ocorre porque o município está realizando “ações que visam a urbanização dos canteiros públicos”, dentre as execuções está a limpeza, manutenção dos espaços e o tratamento fitossanitário da arborização.

Elcio esteve na secretaria nessa terça-feira (12) e foi assegurado poderia retornar ao seu lugar nesta quinta-feira (14), porém não lhe foi dado nenhum documento garantindo sua permanência. 

Tópicos