Você está aqui

Carnaval 2018: hotéis, bares e restaurantes terão até 50% de desconto

Black Week foi lançada nesta terça-feira

Além da animação dos blocos de Carnaval e dos desfiles das escolas de samba, neste ano o folião campo-grandense terá mais estímulo para curtir o período de festas. Parceria fechada entre a prefeitura, a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) e a ABIH-MS (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis) vai proporcionar descontos de até 50% entre os dias 9 e 18 de fevereiro.

A novidade foi revelada durante o lançamento do Carnaval 2018, nesta terça-feira (30), no Paço Municipal. A programação carnavalesca deste ano começa na próxima sexta-feira (2), com concurso de fantasias e lançamento dos sambas enredos das escolas.

Para atrair mais foliões, incluindo turistas que vivem fora da Capital, o município fechou parceria com as instituições que agregam empresários do ramo de alimentação e os hotéis.

Marcelo Mesquita, presidente da ABIH, conta que foi criada a Black Week, que contará com 21 hotéis que terão desconto de 50% nas tarifas de hospedagem entre os dias 9 e 18 de fevereiro. “Oportunidade de trazer turistas e apoiar o evento”, afirma.

E também terão descontos nos bares, restaurantes e casas noturnas. Juliano Wertheimer, presidente da Abrasel-MS, conta que a economia para o folião será de 10% a 50% e também serão feitos combos para atrair o consumidor. A lista dos hotéis e bares com desconto será disponibilizada pela prefeitura até o dia 9 do próximo mês.

“É uma iniciativa arrojada da prefeitura, não só segura as pessoas em Campo Grande, mas traz turistas de outras cidades”, conta Juliano.

Outra novidade para este ano é um show do grupo Grupo Só Pra Contrariar, que acontecerá no dia 12 de fevereiro, na Praça do Papa, onde as escolas de samba desfilarão nos dias 12 e 13. Matinê será realizada no dia 11 e os blocos carnavalescos entre os dias 3 e 17 de fevereiro.

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) ressaltou que o apoio da prefeitura será centralizado no suporte ao evento, e que, pelo menos até o momento, não há previsão de repasses para as escolas de samba.

“Carnaval pode ter momentos de alegria, desde que com responsabilidade e sem animosidade. A prefeitura vai dar exemplo de civilidade não prejudicando o trânsito, dando comodidade e segurança”, disse o prefeito.

Nilde Brum, chefe da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, conta que a previsão é que sejam movimentados R$ 14 milhões na economia da Capital, o dobro dos R$ 7 milhões registrados no ano passado.

Mascote

Também foi anunciado o mascote do Carnaval 2018: uma arara-canindé de camiseta e óculos. A autora do desenho, que faturou R$ 3 mil, é a estudante de Artes Visuais Yasmin Oradelo Barbosa, de 23 anos.

Natural do Rio de Janeiro, Yasmin vive há dois anos em Campo Grande e conta que escolheu a arara por ter cores que combinam com a bandeira da Capital. “Vi na arara a inspiração”, conta a vencedora entre 21 trabalhos inscritos.

Tópicos