Você está aqui

Cabeleireira tem telefone divulgado em trote de doações de cadeira de rodas

Mulher que mora em Paranaíba diz que recebeu inúmeras ligações de todo o Estado

  • Mensagem falsa que diz que 500 cadeiras de rodas estão disponíveis para doação (Reprodução WhatsApp)

A cabeleireira Vania de Oliveira Melo, de 38 anos, passou a receber telefonemas de pessoas de várias cidades de Mato Grosso do Sul depois de ter o número de celular divulgado em uma mensagem falsa, onde são oferecidas 500 cadeiras de rodas.

A mensagem começou a ser compartilhada entre os usuários do WhatsApp, na última semana. O texto diz que 500 unidades de cadeiras de rodas estão disponíveis para doação e ainda informa dois números de telefones que supostamente seriam de uma mulher identificada como Vilma Wosiach, no entanto, ao fazer contato, a equipe de reportagem do Jornal Midiamax descobriu que o número fixo não existe e que o celular pertence à cabeleireira.

Segundo Vania, desde o último sábado (20), ela tem recebido inúmeras ligações, de Bodoquena, Campo Grande e Corumbá, além de, mensagens no WhatsApp, todos querendo saber como era possível adquirir as cadeiras de rodas.

“Eu recebei mais de 60 ligações só no sábado e esse é o dia de mais movimento no salão, acaba atrapalhando. Eu tento atender todo mundo com o máximo de educação porque entendo que as pessoas não saibam que é trote, mas isso é muito chato, constrangedor” afirma.

A cabeleireira acredita que o trote não tenha sido criado na cidade onde mora e diz que vai procurar a polícia para obter informações sobre o caso. “Não sei de onde surgiu isso, mas não foi da minha cidade porque não recebi nenhuma ligação daqui. Vou à delegacia, preciso de orientações sobre o que devo fazer para colocar um fim nisso”, enfatiza.

O delegado titular da Primeira Delegacia de Polícia de Campo Grande, Devair Aparecido Francisco, ressalta que as pessoas vítimas de trote devem registrar boletim de ocorrência por importunação para que o caso seja investigado.

Confira na íntegra o texto compartilhado no WhatsApp:

Se conhecerem pessoas que estejam precisando de cadeiras de rodas, há 500 unidades disponíveis pra doação. Para receber uma cadeira a pessoa precisa ter um laudo médico e estar cadastrada no CRAS.Depois disso feito é só telefonar para Vilma Wosiach (números de telefones retirados pela equipe do Jornal Midiamax por motivo de segurança)

Repassem, por amor!

Campo Grande MS

Tópicos