Você está aqui

Anvisa proíbe venda de lote de achocolatado após morte de criança

Garoto de 2 anos passou mal um hora depois

ItambéA Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a venda do lote da bebida láctea de sabor chocolate da marca Itambé, segundo resolução publicada nesta segunda-feira (29) pelo Diário Oficial da União. Uma criança teria morrido após ingerir a bebida no Mato Grosso.

O achocolatado foi interditado em todo o território nacional. A medida foi tomada pela Anvisa após a morte do garoto de 2 anos e relato de mais dois consumidores afetados na mesma residência, em Cuiabá.

Na sexta-feira (26), a Vigilância Sanitária de Mato Grosso já tinha emitido um memorando determinando a interdição imediata do achocolatado, MA 21:18, com data de fabricação 25/05/16 e validade até 21/11/16.

Sobre o caso

A mãe do menino comentou que estava em casa com ele, quando a criança disse que estava com fome. A mulher pegou uma caixinha do achocolatado na geladeira e deu para o filho, que imediatamente após ingerir o achocolatado passou mal e desmaiou. Ele foi levado até a Policlínica do Coxipó, onde os médicos tentaram reanimá-lo.

A criança não resistiu e morreu aproximadamente uma hora após dar entrada no hospital. Um adolescente de 17 anos, familiar da criança, está internado no Pronto-Socorro de Cuiabá. Ele também teria ingerido a bebida e deu entrada na unidade hospitalar passando mal e vomitando.

Tópicos