[ BASTIDORES] Permanência de ex-secretário no comando de partido é incerta

Empresário que denunciou esquema diz ter mais provas

Honroso

Para o senador Pedro Chaves (PSC) seria mais ‘honroso’ para o presidente Michel Temer (PMDB) deixar o cargo por decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). “Sairia com menos desgaste”, defendeu o parlamentar.

Impopular

Na avaliação de Chaves, apesar de ter maioria no Senado, o que impossibilitaria a tramitação de um eventual pedido de impeachment, a baixa popularidade e as muitas denúncias dificultam a continuidade do governo Temer.

Discretos

Parlamentares sul-mato-grossenses têm mantido uma certa ‘discrição’ ao comentar as recentes denúncias contra governadores. Até mesmo figuras que costumeiramente disparam declarações evitam exposição.

Problema da OAB     

Durante entrevista coletiva à imprensa na tarde desta segunda-feira (28), o secretário de governo Eduardo Riedel se irritou ao ser questionado sobre os pedidos de impeachment do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). A informação de que a OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil) pudesse entrar com novo pedido contra Reinaldo fez o secretário disparar: “Impeachment é problema da OAB”.

PSDB

Fora do primeiro escalão do Governo do Estado desde março, o ex-secretário da Casa Civil, Sérgio de Paula, está na presidência regional do PSDB. A permanência dele no cargo depois de denúncias de empresários que atribuíram a ele o papel de “cobrador de propinas” parece incerta. No governo tucano, a máxima é que de Paula é agora um assunto do PSDB.

Enrolado

Para o deputado estadual Geraldo Resende (PSDB), um dos empresários que denunciou esquema de propina para manutenção de isenção fiscal pode ser classificado com “muito enrolado”. O parlamentar disse conhecer o empresário pelos negócios que ele mantém em Dourados.

Muitas provas

Empresário dono de curtume que denunciou suposto esquema de propina para manutenção de benefícios fiscais concedidos pelo Estado afirma que tem muito mais do que apenas um vídeo para provar o que disse em reportagem que foi veiculada pelo programa Fantástico. Nos resta aguardar.

Pilantras, sonegadores, fraudadores...

O governador Reinaldo Azambuja engrossou o discurso contra empresários que o denunciaram mais uma vez neste domingo, em reportagem que foi ao ar no programa Fantástico, da Rede Globo. Em Itaporã, durante evento de entrega de casas, Reinaldo não economizou nos adjetivos para desqualificar os empresários. Pilantras, sonegadores e fraudadores foram alguns deles.

Só despesa

Criada neste ano, a Controladoria-Geral do Estado só tinha como foco de trabalho até este mês os gastos do Executivo. A delação feita à PGR (Procuradoria-Geral da República) pelos empresários da JBS e a denúncia de empresários de curtume e frigorífico do Estado fizeram com que o foco das ações da Controladoria tivessem de se volta também para a receita do Estado.

Várias demandas

Assessor especial do governador, Zelito Alves Ribeiro foi denunciado pelos empresários do Estado por recebê-los para tratar de suposto esquema de propina. Para o secretário de Governo, Riedel, o papel do assessor pode causar “saia justa” por ele ser responsável por encaminhar demandas de empresários para o governador. 

Tópicos

[ BASTIDORES ] Ser chamado de MT é comum, mas confundir com SP é demais para MS

Servidores da Capital vão precisar usar mais aplicativos

Gafe

Durante agenda pública na governadoria, a representante do Ministério da Saúde, Denise Arakaki inovou ao confundir Mato Grosso do Sul com São Paulo.

MT

A emenda ficou pior, já que ela se corrigiu e disse estar feliz em ‘Mato Grosso’, e ouviu o sonoro ‘do sul’.

Aula

Para iniciar a coletiva sobre contenção de gastos na Prefeitura, o secretário de governo, Antônio Lacerda, presidente estadual do PSD, deu uma aula de história da Capital.

O melhor

Durante sua aula, Lacerda apontou e ex-prefeito Lúdio Martins Coelho como o melhor gestor que já passou pelo Paço Municipal.

Zap

Entre as medidas anunciadas está a diminuição de R$ 100 mil na conta de telefone da Prefeitura. Servidores já estão se preparando para ampliar o uso de aplicativos como Whatsapp.

Sem prazo

Depois de anunciar que os aprovados no concurso público da Assembleia seriam chamados até o mês de maio, o presidente da Assembleia, deputado Junior Mochi (PMDB), recuperado de uma cirurgia, revelou que a nomeação será em breve.

Homologado

Na terça-feira próxima, dia 30 de junho, o resultado do certame será homologado. Então, caberá aos gerentes de departamentos do legislativo estadual apresentar à Mesa Diretora as vagas que carecem de funcionários, para a futura nomeação.

Defesa

O deputado federal Carlos Marun (PMDB) tem se notabilizado pela ferrenha defesa do governo do presidente Michel Temer, hoje o principal nome do partido no país. Agora, ele quer investigar a delação dos donos da JBS e o acordo com o MPF.

Projeto

A Câmara da Capital contratou, por R$ 146 mil,  uma empresa para fazer um levantamento arquitetônico, estudos preliminares / anteprojeto e elaboração de projetos arquitetônicos e complementáres para a execução da reforma, ampliação e readequação de alguns setores da Casa. 

Tópicos

[ BASTIDORES ] Piada preconceituosa em plenário deixou sem graça colega parlamentar

Sobrinho defendeu administração do tio no partido

24?

Referências sobre a sexualidade do colega é constante em local público. Constrangido, ele entra na onda, mas as reiteradas ‘piadinhas’ de mau gosto têm deixado a todos desconfortáveis.

Ao pó

Sessão que discutiu problemas em cemitérios provocou o repertório fúnebre e, na discussão, pérolas como “do pó viemos, ao pó voltaremos”, relatos de saqueamento de órgãos e desejos e que todos descansem em paz lotaram as falas.

Climão

Homenagens aos mortos acabaram causando climão. Ao citar um cidadão que morreu em acidente de trânsito, acabou esquecendo que o próximo havia provocado um acidente culposo com morte. Para tentar amenizar a gafe, outro usou a palavra imediatamente após a homenagem.

Eu não

Líder do PTB na Câmara, Otávio Trad usou o microfone para deixar bem claro que todas as denúncias envolvendo o partido nas delações da JBS São de antes do seu tio Nelsinho Trad assumir a sigla. E antes de ele se filiar.

Indireta?

Indireta ou não, aqui vão os significados de ‘perfunctório’, para quem achou ter recebido um elogio: 1 - que se pratica em cumprimento de uma obrigação ou sem qualquer fim útil; 2 – superficial; 3 – passageiro; 4 – leve.

Dias nervosos

O deputado Pedro Kemp (PT) considerou inconstitucional o projeto, conhecido como Lei Harfouche (do Procurador Sérgio Harfouche), que foi alvo de protestos na Assembleia, depois que pais douradenses foram obrigados a comparecer a uma audiência sobre a proposta. “Por ser indecente está tramitando há dois anos na Casa”, disparou.

Queimando

Kemp ainda mandou um recado ao Procurador, a quem também aconselhou voltar para faculdade. “Ao invés de ficar me queimando em reuniões por ai, me chame para o debate”, disse  petista para Harfouche.

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) contou ao ex-piloto Wilson Fittipaldi que colecionava figurinhas de automobilismo, e disse que a presença ‘ilustre’ “chancela a confiança em sua administração”.

Lembrem

Fittipaldi, por sua vez, reconheceu e enalteceu a intenção da Prefeitura de investir em automobilismo e mandou um recado. “Por favor não percam as chaves do portão do autódromo”. 

Tópicos

[ BASTIDORES ] Em tempos de delação, parlamentares acham normal proibição de celular

Presença de miss interrompeu acompanhamento de defesa

Proibido

Chamou a atenção o fato dos deputados estarem sem os aparelhos celulares no encontro com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) no começo da semana. Até a oposição classificou como ‘normal’ o pedido, que partiu, dizem, da Casa, e não do Executivo.

Precaução

“Até no governo deixamos o celular com a secretária. Eu já fui gravado no meu gabinete”, revelou um parlamentar da base aliada.

Normal

Outro deputado ainda contou que a prática é normal, não apenas na governadoria, mas também no legislativo, eu encontros internos.

Cheque

Durante apresentação, por parte dos deputados, da defesa referente às doações recebidas da JBS, o deputado Márcio Fernandes (PMDB) levou cheques que recebeu, em 2014, de Nelsinho Trad (PTB) e Simone Tebet (PMDB), então candidatos majoritários.

Devolva

“Vou tomar o cheque desse cabra, é da minha mulher”, brincou o deputado Eduardo Rocha (PMDB), marido de Simone e líder da bancada peemedebista, que também figura como receber de recursos do frigorífico.

Passeio

Durante a defesa, alguns parlamentares interromperam o acompanhar da sessão e da defesa dos colegas para posarem para fotos ao lado da Miss Mato Grosso do Sul, que esteve no plenário na sessão de ontem, quarta-feira (24).

Aliado?

Durante determinada votação, na Assembleia, de interesse da base aliada, o líder da bancada tucana precisou ser chamado por Pedro Kemp (PT), que brincou: “É a oposição buscando voto”.

Representante

No começo da semana, o ex-prefeito de Naviraí, Leo Matos (PSD) alvo de uma Operação da Polícia Federal, chegou a representar o prefeito Marquinhos Trad (PSD), em um evento de entrega de viaturas, feito na Capital.

Planos

Nomeado como assessor na secretaria de governo da Capital, interlocutores do Executivo revelam planos de Matos de disputar uma cadeira na Assembleia nas eleições de 2018.

Defesa

Tem chamado a atenção a defesa enfática que o deputado estadual licenciado e titular da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), José Carlos Barbosa, o Barbosinha (PSB), tem feito do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), no caso da delação da JBS. Dentro e fora do Parque dos Poderes aliados são ‘entusiasmados’ pelo secretário para atuarem politicamente na defesa do chefe. 

Tópicos

[ BASTIDORES ] Vereador disse que delação começou no Império Romano, com Judas

Para negar denúncia, envolvido apresentou abate de mais de 5 mil bois

Foto: Divulgação/Victor Chileno/ALMS

Remonta

Na sessão de ontem, terça-feira (23), da Câmara de Campo Grande, o vereador Odilon Júnior (PDT) criticou as delações premiados no âmbito da Operação Lava Jato, que para ele estão sendo ‘banalizadas’.

Começo

“Isso começou com Judas, que entregou Jesus e recebeu moedas de prata”, disse Odilon, afirmando que ao invés das moedas, os irmãos Joesley e Wesley Batista receberam um jatinho (para deixar o país) e milhões de dólares.

Medo

Ainda na defesa de Reinaldo, o vereador João Cesar Mattogrosso (PSDB) também usou a palavra para dizer que ele os todos os colegas devem ‘temer’ possíveis delações que lhes envolvam.

Mancha

“Depois que você mancha o nome de uma pessoal limpa e com moral, vocês não tem noção da dor”, disse o tucano.

Explicação

Ao ir à Assembleia para apresentar sua defesa das denúncias feitas por Wesley, o governador chegou por local reservado e deixou a imprensa esperando. Saiu sem ser visto. Adotou o mesmo procedimento no TJ.

Passou

Também implicado na delação, o deputado Zé Teixeira (DEM) disse que não vai processar o Grupo JBS, já que teria que ir até Nova York atrás dos irmãos Batista. “Sou um grão de areia perante essa máfia”, disparou.

Flash

Para o líder da bancada do PSDB na Assembleia, deputado Beto Pereira (PSDB), cada denúncia ‘é um flash’, o que gera mudanças constantes no cenário das denúncias.

Defesa

Ao se defender perante amigos das denúncias da JBS, outro produtor rural do Estado revelou que negociou ‘mais de 5 mil cabeças de gado’ com frigoríficos do Estado, incluindo o Friboi.

Cisco

Teve secretário que derramou lágrimas ao ver a emoção do chefe, o governador Reinaldo Azambuja, durante a coletiva na qual refutou as denúncias de Wesley.

Citação

Responsável por iniciar a defesa do governador na Câmara, o vereador Delegado Wellington terminou seu discurso citando uma frase de Buda, pedindo ‘análise e muita observação’ dos colegas. 

Tópicos

[ BASTIDORES ] Sorrisos de próxima na linha sucessória chamam atenção de aliados

Ex-prefeito é um exemplo para atual gestor da saúde

Fieis Escudeiros

Fiel até em inauguração de posto de saúde, assim esteve hoje a equipe de Marquinhos Trad durante abertura da unidade no bairro Sírio Libanês. Até a secretária de educação, Ilza Mateus, e o de Segurança, Valério Azambuja, compareceram ao evento, que só não teve a presença do personagem principal. Trad não foi a inauguração mesmo depois de confirmação da assessoria da prefeitura.

Meu exemplo

No mesmo evento, quem surpreendeu ao aparecer foi o ex-prefeito Nelsinho Trad. Abraço por muita gente, Nelsinho recebeu vários elogios do atual secretário de saúde Marcelo Vilela. Trad foi citado como um exemplo para Vilela como médico e gestor.

Parceria

A parceria de Nelsinho e Vilela foi tamanha que antes da entrevista coletiva à imprensa, o secretário de saúde foi orientado pelo ex-prefeito de como exaltar aos jornalistas as dificuldades enfrentadas pela gestão para inaugurar o posto de saúde.

Release

Em recente evento na Capital, também sem a presença do prefeito, a vice-prefeita Adriane Lopes (PEN), disse que não poderia falar sobre o ato que participava porque a assessoria ainda não lhe havia dado o mesmo material explicativo repassado à imprensa.

Recompensa Barrada

Projeto de lei criado pelo deputado Lídio Lopes (PEN) que prevê recompensa ao consumidor de 10% do valor da multa paga por empresas que desrespeitem legislação consumerista não deve ser aprovado. Para o subsecretário de Proteção e Defesa do Consumidor da Capital, Valdir Custódio, a lei não deve ser aprovada por ser inconstitucional.

Viagem Frustrada

O prefeito Marquinhos Trad não teve sorte em sua última viagem para Brasília na quinta-feira (19). Além de ter o encontro com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, cancelada pelo repentino pedido de demissão do chefe do ministério, que depois voltou atrás, o prefeito teve outra agenda frustrada.

Cancelado

O encontro com Tasso Jereissati, senador pelo Ceará e dono de shopping da Capital, também teve de ser cancelado porque ele foi chamado às pressas para assumir o comando nacional do PSDB, sigla até então liderada por Aécio Neves.

Sorrisos

Com a possibilidade de vacância do titular diante das recentes denúncias de esquema de pagamento de propina, interlocutores da próxima na linha sucessória revelam expressões faciais mais leves diante da eventual titularidade.

Sumido

Desde a deflagração da Operação Máquinas de Lama, o presidente regional do PMDB, deputado Júnior Mochi, está distante da imprensa. Oficialmente, a informação é que ele se submeteu a um procedimento cirúrgico em São Paulo (SP).

Na esteira

Além de Mochi, outros nomes da cúpula peemedebista, como os senadores Waldemir Moka e Simone Tebet também não se pronunciaram sobre os escândalos que envolvem tanto o presidente Michel Temer, quando o ex-governador André Puccinelli, caciques do PMDB amplamente apoiados pelo partido. 

Tópicos

[ BASTIDORES ] Mesmo com restrições, visitas de aliados são constantes

Vereador se empolgou com moções

Foto: Divulgação/Chico Ribeiro/Subsecom

Empolgado

Após passar diversos mandatos sem usar o artifício, vereador resolveu, no ímpeto, fazer 12 moções de congratulação. “Nunca fiz e acabei me empolgando”, brincou o peemedebista Dr. Loester.

Recurso

Inconformidade em concurso garantido, mas que acabou ‘melado’ por denúncias deve levar candidato a fingir injustiça e expor ainda mais situação com recurso. Apesar de mais do que exposto, assunto tentou passar por comentário informal dado em tom de falsa naturalidade.

Cabelo

Mudança em cabelo rendeu assunto durante reunião. Um chegou até a elogiar a mudança, que era para ser discreta, mas não passou despercebida.

Grosseria

Instituição que não se avexa em gastar comprando do bom e do melhor se sentiu no direito de colocar quem pediu ajuda no seu lugar, reclamando que assessoria quem faz é quem é pago, e não órgão público. Dá licença, né?

Visitas

Apesar de cumprir medida restritiva, o ex-governador André Puccinelli (PMDB) tem recebido visitas de políticos, preocupados com sua situação jurídica, que lhe impõe medidas restritivas tais quais um detento.

Dormiram no ponto

Modificações do bolsa-atleta foram transferidas para amanhã, depois que deputados ‘dormiram no ponto’ na hora da votação. Sem quórum, Herculano Borges (SD) avisou técnicos e atletas que já poderiam voltar para casa.

Promessa em hospital

Reinaldo Azambuja prometeu a pacientes, no Hospital de Câncer Alfredo Abrão, que a fila da oncologia será zerada com instalação de novo acelerador linear em 120 dias. Equipamento pode dobrar atendimentos.

Quem, eu?

O Governador negou tratativas políticas com o ex-governador André Puccinelli (PMDB). Possível aliança com os peemedebistas, no entanto, é costurada com os deputados estaduais Júnior Mochi, Eduardo Rocha e o senador Waldemir Moka.

Comida estragada

Indígenas de Aquidauana e Anastácio denunciaram fornecimento de comida estragada pelo governo estadual. Casos semelhantes, conforme denunciou o petista Pedro Kemp, já teriam ocorrido no ano passado.

Será?

Azambuja garantiu que caso está sendo investigado, enquanto seu líder na Assembleia Legislativa, Rinaldo Modesto, disse que o mais fácil hoje é “alguém forjar situação”. “No Brasil, a versão vale mais do que o fato”.

Tópicos

[ BASTIDORES ] Em busca de apoio, governador se encontra com vereadores

Acesso à terra pode resultar em crédito rural

Jantar

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) marcou um jantar com os vereadores da Capital, no cardápio (político) do encontro, que deve acontecer na casa do vereador João Rocha (PSDB), apoio com vistas a 2018.

Bancada

Apesar do PSDB ter eleito a maior bancada da Casa no pleito municipal do ano passado, perdeu a corrida pelo Executivo, e além da aproximação com o prefeito Marquinhos Trad (PSD), que já declarou sua ‘preferência’ pelo tucano, é importante ganhar adesão da maior Câmara do Estado.

Cemitérios

A Prefeitura de Campo Grande atualizou os contratos com funerárias da Capital, celebrados pelas empresas com a Semadur e com a Agereg, que controlam o serviço póstumos no município.

Fundiária

A Frente Parlamentar para Regularização Fundiária se reuniu ontem, quarta-feira (10), com objetivo é discutir, propor e acompanhar a execução de políticas públicas relacionadas ao tema e a serem implantadas em todo o Estado.

Crédito

“Pretendemos buscar soluções e debater o tema fundiário em Mato Grosso do Sul, por exemplo, com aqueles que têm acesso à terra por meio da reforma agrária e não têm o título regularizado e, com isso, também não têm acesso aos créditos rurais”, afirmou o coordenador da Frente Parlamentar, deputado estadual Renato Câmara (PMDB).

Exemplo

Com a revelação de Junior Mochi que pode deixar a presidência do PMDB no Estado por não estar conseguindo conciliar as agendas partidária e legislativa, o partido pode cair nas mãos do ex-governador André Puccinelli (PDMB).

Caminho

Mochi disse que correligionários já cogitaram esta hipótese, do PMDB seguir o mesmo caminho do PT, que elegeu o ex-governador Zeca do PT, como presidente estadual da sigla.

Prateleira

Ao fazer o balanço dos quase dois anos e meio do governo Reinaldo Azambuja (PSDB), o secretário de infraestrutura, Marcelo Miglioli, disse que a gestão não tem um ‘pacote de obras’, como o antecessor André Puccinelli (PMDB), mas tem uma ‘prateleira’ de projetos que chegam R$ 2,5 bilhões.

Projetos

Apesar do vultuoso valor, a gestão tucana, que terminou 206 das 214 obras deixadas por Puccinelli, não revelou como pretende, ou se tem planos, de acessar a ‘prateleira’. 

Tópicos

[ BASTIDORES] Sem ameaça, mas com o mesmo ‘conflitador’ Reinaldo perde aliado

CCR pode virar caso de polícia, afirmou vereador

Embate

Depois de ameaçar, o deputado Paulo Siufi (PMDB), que afirmou ‘ter lado’, deixou a base do governo. Um novo embate com o vice-líder do governo, Beto Pereira (PSDB), envolvendo o piso de farmacêuticos, determinou sua saída da base governista.

Essa cara

Siufi já havia revelado uma suposta ameaça de ‘ainda pego esse cara’, que teria sido feita por Beto. Desta vez, ele não titubeou e ainda procurou o governo para comunicar sua decisão, e foi acompanhado de uma comissão de farmacêuticos.

Conselho

O subsecretário de relações institucionais do governo Reinaldo Azambuja, Alessandro Menezes (SD), orientou o grupo que acompanhava Siufi a procurar ajuda junto aos deputados, ‘acionando contatos’, para garantirem aprovação do piso da categoria.

Vaia

Beto, que alegou não ter condições de apresentar seu parecer de constitucionalidade na sessão, não foi o único a ser vaiado pelo plenário lotado. Cabo Almi, que defendeu a regimentalidade do caso também foi alvo do descontentamento dos profissionais.

Direito

“Podem vaiar a vontade, que é um direito de vocês. Eu estou preocupado que matéria vire lei e atenda vocês”, rebateu Almi.

Jabá

Soa como ‘jabá’, uma propaganda oportunista, enxurrada de homenagens que lotam espaço público onde deveriam ser debatidos primordialmente os interesses da sociedade ao invés dos próprios.

Estranhamento

Manifestações estranhas, dignas de atores e atrizes famosos, permeiam locais públicos. Tais ações vão de envio de abraços carinhosos ao eleitorado, aos pais e até pedido de palmas para si mesmo.

Mérito

Quando os dois são ótimos e o conceito para destaque vai além dos méritos, até dia de diferença se torna justificativa para premiações com critérios próprios.

Alusão

Em meio as explicações do procurador Sérgio Harfouche, na Assembleia, defendendo o projeto que prevê penalidade para alunos indisciplinados, agradeceu e lembrou que Pedro Kemp (PT), contrário a proposta, de uma congratulação que o parlamentar fez ela em Ponta Porã por esse projeto.

Esquecimento

Kemp disse que não lembrava dessa ‘deferência’. “Sei que seu coração generoso pode não lembrar, mas quem recebe não esquece”, rebateu o procurador. 

Caso

O vereador Delegado Wellington (PSDB) disse que a paralisação da duplicação da BR-163 pode virar caso de polícia, já que a medida é um instrumento positivo na diminuição do número de mortes na rodovia. 

Tópicos

[ BASTIDORES ] Vices representaram titulares em agendas com ministros

Peemedebistas do governo Temer chegaram juntos à Capital

Visitas

Os ministros peemedebistas do governo Michel Temer, Osmar Terra, Desenvolvimento Social, e Leonardo Picciani, Esportes, chegaram juntos a Campo Grande, no voo que os trouxe de Brasília.

Separados

Enquanto o prefeito Marquinhos Trad (PSD) recebeu Picciani, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foi o anfitrião de Terra. A vice-prefeita Adriane Lopes (PEN) representou a Prefeitura no evento com Leonardo, e Rose Modesto (PSDB) foi a representante do Estado na agenda com Osmar.

Vaias

O deputado federal Carlos Marun (PMDB) foi vaiado no evento com o ministro dos Esportes, e teve dificuldade em concluir seu discurso.

Convicto

As vaias não intimidaram o deputado, que fez concluiu seu discurso defendendo as reformas trabalhistas, que ainda depende de votação no Senado, e da previdência que deve ser avaliada na Câmara nos próximos dias.

Certa

“Tenho convicção que estou fazendo a coisa certa no momento certo, não espero aplauso, mas reconhecimento virá (com o tempo). A reforma é necessária para o futuro do país. Pensem nos seus filhos, e não só na sua aposentadoria”, defendeu-se Marun.

Apoio

Enquanto o PMDB espera a definição do ex-governador André Puccinelli se sairá ou não candidato ao governo, o senador Waldemir Moka tem como certo sua campanha à reeleição, por mais que algumas alas peemedebistas ventilem Puccinelli na disputa ao Senado.

Aliança

Mesmo ressaltando a boa relação com Reinaldo Azambuja, Moka afirmou que uma aliança com o tucano só acontecerá se seu partido não lançar um candidato na majoritária.

Decisão

A OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso do Sul) comemorou a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de permitir que governadores se tornem réus sem autorização das Assembleias Legislativas.

Benção

Para o presidente da Ordem em MS, Mansour Karmouche, a retirada da ‘benção’ do legislativo deixou a entidade satisfeita. Segundo ele, a súmula vinculante que vai normatizar a questão deve ser publicada até o final de maio. 

Comitiva

Uma comitiva de políticos, comandada pelo governador Reinaldo, acompanhou do meio da torcida do Corumbaense, a final do campeonato estadual de futebol. Para alguns torcedores, o tucano foi 'pé quente' na conquista do time pantaneiro que não conquistava o título desde 1984.

Tópicos

App MidiaMax disponível para Download

Fique conectado a partir do seu celular!

Clique e faça download agora mesmo