Midiamax
BUSCA: 
 Capa

 Últimas Notícias

 Pimenta no Reino

 Bastidores

 Transparência

 Política

 Polícia

 Emprego

 Tecnologia

 Esportes

 Geral

 Mundo

 Brasil

 Agronegócio

 Economia

 Cultura

 Cinema

 Entretenimento
Articulistas






Espaço do Leitor
Espaço do leitor
Blogs
 Alex Fraga

 Ana Cavalheiro

 Cozinha de Raízes

 Eugênia Amaral

 Falo Blogo Escrevo

 Festas e Eventos

 João Campos Online

 Papo de Pregão
 Fernando Soares
Mais Lidas
01 Sul-mato-grossense, Camila Nantes, é a nova Miss Brasil Continentes Unidos

02 Polícia prende chefe de gabinete por crime eleitoral em evento de campanha no interior

03 Após largar vereador para ficar com prefeito, professora decide 'dar um tempo' na relação

04 #CRG115: Muitos não sabem, mas há um córrego 'escondido' bem no centro da Capital

05 Com mais de 10 m, caminhão que leva cenário para festa de filho de Neymar sai de Campo Grande

Acesso Fácil
Faça da Midiamax sua página inicial

10/02/2014 18:04

Morte de girafa provoca comoção na Dinamarca

Aumentar texto Diminuir texto

ANSA/VV

Mobilizações, petições online, ofertas de adoção por parte de parques europeus: nada disso foi suficiente para impedir a trágica morte da girafa Marius no zoológico de Copenhague, capital da Dinamarca. Com 18 meses de vida e exibindo uma saúde perfeita, o animal foi sacrificado com um tiro na cabeça no último domingo (9).

A dura medida foi tomada porque o zoo participa de um programa que proíbe as relações entre bichos "parentes" para não prejudicar a estrutura das espécies. E a pobre Marius era cria de duas girafas consanguíneas, o que decretou o seu triste fim.

Após ser morto, o animal foi submetido a uma autópsia e seu corpo foi totalmente desmembrado em frente às câmeras da televisão dinamarquesa. Os pedaços de carne foram dados como comida aos outros bichos do zoológico.

"Seria absolutamente idiota jogar fora centenas de quilos de carne", afirmou o diretor científico do espaço, Bengt Holst.

Antes da "execução", parques na Holanda e no Reino Unido se ofereceram para receber Marius e salvar sua vida, mas nem isso foi suficiente para amolecer seus colegas de Copenhague.

Diversas organizações também fizeram abaixo-assassinados para tentar evitar o sacrifício.

Um porta-voz do zoo da capital dinamarquesa chegou a afirmar que seria muito cruel enviar a girafa para outro lugar, levá-la para sua terra de origem, a África, ou então castrá-la.

Comentários (0)

 
Deixar comentário
17h12
Polícia Militar Rodoviária intensifica policiamento no feriado
15h47
Cidadãos vão poder realizar cadastro online para seleção da casa própria
15h43
Moradora da Moreninha III reclama de pichações que aumentam diariamente
Entrevista
Especialistas advertem que prática de exercícios sem acompanhamento pode levar à morte